Pimenta Rosa

spicy and girlie

Posts Tagged ‘Duda Molinos’

1 de January de 2012

Olá, 2012.

Gostar de ano novo, eu até que gosto; acho que existe um sentimento esperançoso com o fato de o calendário começar tudo de novo, nada vai ser igual, tudo pode acontecer e tudo mais. Mas festa de Reveillon eu acho um porre.

2011 foi bem intenso, não consigo decidir se pra melhor ou pra pior, mas de uma coisa eu tenho certeza: ô ano comprido!

Mesmo com vontade zero de tirar o pijama e levantar do sofá, resolvi me animar me arrumando.

Segue uma montagem com qualidade péssima, mas com amor!

A camisa equipment foi um achado na Renner, o short foi um achado numa promoção da Navarro, uma loja aqui de São João e o sapato da Santa Lola foi um achado na minha conta bancária: foi ótimo achar o dinheiro no extrato pra comprá-lo.

15 centímetros de salto não é algo assim que eu possa dizer que esteja acostumada, mas é tão lindo que uma eventual torção no tornozelo não terá sido em vão.

Na sexta-feira cortei o cabelo e foi o melhor corte em muito tempo, alguns anos, inclusive. Fui num salão bem simples aqui da cidade que minha mãe descobriu porque a colorista de lá é muito boa e marcou uma hora pra mim. Levei uma foto minha de 2009, ano do meu último corte feliz, e pedi que devolvesse ao meu cabelo já todo louco algumas camadas pra dar leveza e um comprimento decente de franja, já que a minha tinha passado do estágio de “entrar no olho e incomodar” pra “ficar que nem uma tripa sem vida escorrida perto da minha orelha”. Saí de lá sem tirar um dedo do comprimento e com as camadas viradas pra fora, numa escova modelada linda e cheia de volume. A cabeleireira era um amor, muito simpática e paguei vinte reais gente. Quase dei um abraço nela. Saí de lá sorrindo.

Daí ontem sequei e, como sou completamente incapaz de fazer aquela escova virando as pontas pra fora, tentei fazer com a chapinha. Prendi as camadas da frente no topo da cabeça com uma piranha e, quando soltei, ele ficou num ondulado bonito, sabe? Eu sempre passo mousse e creme pra pentear/óleo no cabelo molhado, acho que deixa com volume sem ficar armado e cheio de frizz, mas o corte ajudou e muito! Então, resolvi passar mais um pouco de mousse e dividi o cabelo em três “bolinhas” que prendi com piranhas. Quando soltei, ficou todo meio ondulado/cacheado. Prendi nas laterais com um grampinho de cada lado e pronto! Pra quem não sabe fazer babyliss, not too shabby, huh? :)

Na minha não-empolgação-empolgada, fiz as unhas das mãos e dos pés. ‘Facets of Fuchsia’ nos pés, ‘Quero Tudo’, um cromado da coleção de ano novo da Impala nas mãos.

Não sei descrever essa cor, mas eu vejo tipo um dourado “sujo”, sabe? Meio cinzento? É bonito porque é bem festivo, mas não é nível É o Tchan no Havaí de chegay. Gosto de esmalte assim, são tão fáceis de passar! Não tô mais no espírito de brilhos de virada do ano, mas tô com dozinha de tirar, rs.

Falando em brilhos, saquei da caixinha de capinhas uma do eBay que eu tenho há meses, mas que morro de preguiça de usar porque ela é do tipo que a gente quebra a unha pra tirar do iPhone depois.

Mas… não é linda?

E pra make também fiquei inspirada, tão inspirada que decidi fazer um olho com o glitter da Ruby Rose – vulgo “lenda urbana da maquiagem” – que eu comprei há um tempão e nunca tinha usado.

Esse é o ’09′, um chumbo meio arroxeado muuuuuuito lindo!

O resultado ficou assim (desculpem, mas não consegui tirar fotos muito boas, e as de olho fechado ficaram piores ainda!):

Não foi fácil, mas com muita paciência e fixador de sombras, até que curti o resultado. :)

Usei:

Rosto:

- Base ‘Pro Lumiére’, Chanel, na cor ’20 – Clair’

- Pigment ‘Vanilla’, MAC, como iluminador

- Corretivo ‘Healthy Mix’, Bourjois, na cor ’52 – Medium Radiance’

- ‘Erase Paste’, Benefit, na cor ’02 – Medium’

- Pó ‘Poudre Douce’, Chanel, na cor ’40 – Lilas’

- ‘Bronze Universel Soleil Tan de Chanel’ como blush

 

Olhos:

- ‘Eyeshadow Primer Potion’, Urban Decay

- Sombra ‘Set To Dance’, da palette ’6 Twists Of Tartan’ da MAC

- Sombra ’13′ da coleção antiga do Duda Molinos

- Curvex de 5 reais sem marca que comprei na Pele Morena aqui em SJ

- Rímeis ‘Fabulash’, da Revlon e ‘The Falsies’, da Maybelline

- Glitter ’09′ da Ruby Rose

- Sombra ‘Marrom 1′ da Natura Una pras sobrancelhas (junto com um rímel incolor da linha Essencial do Marcelo Beauty)

- Pigmento ‘Vanilla’, MAC pra iluminar o cantinho dos olhos

 

Boca:

- Batom ‘Rouge Coco’, Chanel, na cor ‘Chintz’

 

E é isso! Estou feliz de já estarmos em 2012, não tenho nem como duvidar que as coisas serão diferentes esse ano.

Já que o ano passado foi o último de faculdade, a expressão “esse é o primeiro ano do resto da sua vida” nunca me pareceu tão apropriada.

 

Feliz ano novo pra todas(os) nós! :)

28 de March de 2010

Twittando de luvas brancas

Acreditem: o sentido dessa frase é o mais literal possível. E twittar usando luvinhas não é nada fácil.

Mas por quê, Fernanda, você estava usando luvas brancas sexta-feira à noite? Tentando pagar de médica? Tá substituindo o Alfredo, gatha?

Então, acontece que sexta rolou uma festa à fantasia, que eu estava d-o-i-d-a pra ir.

Primeiro, porque metade da graça de se ir à uma festa à fantasia é ficar pensando do que você vai e sair à cata dos apetrechos.

Segundo, porque a festa era Open Bar. Duas das mais doces palavras do nosso bom português. Bom… do inglês.

Então, tá: fantasia. Pra fugir do óbvio (leia-se uma versão sex shop de alguma profissão que não requer curso superior), resolvi tentar produzir uma montação da personagem mais clássica, glamurosa e feminina:

audrey

Um tubinho preto de mamis emprestado, alguns colares de pérolas e muito delineador depois, eis que surge uma Bonequinha de Luxo! :)

get the look

Bom, a gente tenta, né

Como eu sou do tipo de pessoa que acredita que a maioria das coisas que a gente precisa pra uma boa fantasia pode estar dentro de casa (leia-se: tenho muita preguiça e amo fuçar no guarda-roupa alheio), não foi difícil montar essa daí!

1) Colar de pérolas todo mundo tem aos montes hoje em dia, né? Pra diminuí-los e deixar com cara de gargantilha, usei esse fecho aqui da minha mãe, que prende todos juntos na altura que você quiser além  de reduzir drasticamente a possibilidade de enforcamento com tantas voltas!

IMG_5361

2) A sapatilha preta da Melissa veio super a calhar. Apesar da montação pedir um salto poderoso, a gente nunca sabe que tipo de piso vai ter nessas festas, né.. Uma versão mais confortável, então!

3) Se o vestido não for exatamente do seu tamanho, dá sempre pra marcar ainda mais a cintura com um cinto preto.

4) De toda a produção, o mais difícil é arrumar uma tiarinha de coroa, eu acho. Essa minha eu garimpei numa loja especializada em fantasias (coisa rara no interior!), mas na boa: dê uma olhada com alguma priminha, as chances dela ter alguma coroa que veio com uma boneca são grandes (grande Estrela)!

E cigarreira dá pra encontrar em tabacarias ou charutarias.

5) Não me perguntem o porque de eu ter luvas brancas no fundo de uma gaveta. Eu juro que não sei.

Fantasia pronta, hora de pensar na maquiagem e no cabelo.

Não vou dizer que não foi divertido procurar por fotos da Audrey Hepburn no google e achar vááários tutoriais bacanas explicando sobre delineado e côncavo marcado, mas o coque era o que mais me preocupava.

Entendam, eu não sou uma garota que aplica a filosofia Ceridono no seu dia a dia. Coque, pra mim, é pra hora de lavar o rosto e tirar a maquiagem. . Até as minhas tentativas de prender o cabelo naqueles bagunçadinhos falham miseravelmente.

Eu não tirei fotos da parte de trás pronta; só o fato de ter ficado tudo pra cima e enrolado numa massaroca mais ou menos redonda, já tava ótimo.

Como eu não tenho muuuito cabelo e esqueci de comprar apliques, passei um pouco de mousse (o que eu comprei nesse dia aqui e que é tão bom que merece um post com resenha só dele) com ele ainda molhado pra dar um pouco de volume e sequei. O resto é história, grampos, muita paciência, choramingos pro namorado e laquê da minha vó.

Make: o que usei

produtinhos

O mais difícil da make era mesmo o delineado, porque nas muitas fotos que vi, a sombra da Audrey é bem clarinha, só uma pálpebra perolada mesmo.

Usei como base a sombra Pôr-do-Sol, da Abelha Rainha (presente da @mellmarques), que é lindona na embalagem, mas não aparece muito na pele. Fiquei animada achando que ia ser uma alternativa à Rosa Chá, já que ela tem um brilho iridescente lindo e é mais puxada pro champanhe, mas infelizmente, ela quase não aparece, nem como iluminadora!

Mas serve pra fazer uma base legal!

Passei ela por baixo de duas outras da Benefit, a Snow White e a Tequila Gold. Nunca me lembro de usar esse kit, mas a verdade é que a Snow White é a melhor iluminadora que eu tenho e essa douradinha é bem diferente: não é chegayzona ou puro brilho.. Dá uma cor e consegue ficar discreta!

O delineador escolhido foi o fluidline, amigo das meninas de mão mole. Eu já falei, mas repito: parece difícil, mas foi o delineador mais fácil de usar até hoje, viu. Além disso, ele não sai por n-a-d-a!

Não ficou exaaatamente um olho igual ao outro, mas ah.. tá valendo. Depois disso, 10 segundos de curvex (eu vou resenhar! juro!) e incontáveis camadas de rímel (Supershock + NCYV da Bourjois) pra compensar o fato de eu ter esquecido de comprar cílios postiços!

No rosto, base escolhida foi a Studio Tech (cor NC30), pro carão continuar dygno mesmo depois de pular que nem uma louca ao som da bateria.

O batom é um antigo queridinho que bombou muito no flickr há uns 2 anos atrás, o n˚1 do Duda Molinos, um nude meio pêssego lindo!

Resultado…

make

Coloquei um pouco demais de iluminadora nos cantinhos internos e, por causa da base, não consegui tirar muito o excesso depois..rs.

Mas bem que eu gostei! E vocês? :)

Bom, sobre a festa..

…Nada substitui a energia da bateria. NADA. Foram 40 minutos pulando que nem uma louca e rasgando a garganta de gritar os gritos de guerra da faculdade!

…Umas quatro pessoas sabiam do que eu estava fantasiada. E só. Pra umas duas, eu era a Jackie Onassis e um cara perdido discutiu comigo na fila bem uns cinco minutos que eu era a Dona Violeta do Detetive.

Toda vez que algum curioso me perguntava do que era minha roupa, fazia cara de “oi?” quando eu dizia “Audrey Hepburn”.

Ninguém mais sabe quem é Audrey Hepburn. Ninguém sabe quem é Bonequinha de Luxo. Tempos difíceis esses em que vivemos.

tenso

Essa geração está perdida.


Ah, e laquê é vida. VIDAA! A massaroca na minha cabeça durou dygna em toda a sua disformidade até às seis e meia da manhã!

Viva o Karina Spray!