Pimenta Rosa

spicy and girlie

4 de October de 2010

Coisinhas que eu nunca tiro!

Eu tenho uma coisa que eu costumo de chamar de síndrome de jeans básico, que basicamente é a preguiça de ter muitos itens de qualquer coisa. Como escolher a calcinha depois do banho já vira uma escolha de Sophia pra essa escorpiana aqui, eu sempre quis ter uma coisa só de cada categoria, algo que ficasse bem em toda ocasião, combinando perfeitamente com tudo que eu usasse. Afinal, se tivesse só um, não ia ter que escolher, né? E eu odeio escolher. Qualquer coisa.

Apesar dessa minha doença valer pras minhas roupas (o meu sonho era ter uma calça jeans que, além de ficar boa pra ir na faculdade e na bôite, ainda diminuísse minha bunda, afinasse minhas coxas e, de quebra, tivesse sempre uma notinha de R$20 esquecida no bolso de trás), eu juro que eu  também queria ter tipo um blush perfeito que desse ar de corada e ficasse da cor da moda de vez em quando, além de dar uma iluminada; um batom naquele tom perfeito que ficasse sempre bom, nos dias de nude e nos dias em que baixa a Megan Fox da boca vinho, esse tipo de coisa..

Ai, não sei, mas me dá um nervoso de acordar e ficar procurando qualquer coisa que seja, calça, blusa, meia e o escambau. Ainda mais que eu tenho a maior tendência de monopolizar aquilo que eu gosto. Odeio mexer em time que tá ganhando. Tá bão? Então é você mesmo. Pra sempre.

Um bom exemplo de coisas que eu raramente troco/tiro são as minhas bijuterias. Aliás, algumas são joinhas, e eu super preciso frisar isso com um enorme orgulho assalariado, porque jóia ainda é coisa rara aqui na minha caixinha de música, viu!

Já mostrei pra vocês há um tempo atrás umas coisas que eu gosto de usar, como meus brinquinhos de zircônia que eu não tiro da orelha.

Além deles (e de um ponto de luz que ganhei da minha vó), é muito difícil também de eu estar por aí sem…

anel
…Meu anel de lacinho da Paula Velloso.

Olha, eu realmente tenho amor por esse anel, viu. Eu comprei ele no fim do ano passado ou começo desse ano, depois de ter visto no Just Lia. Amei, amei, amei, fiquei apaixonada, não conseguia parar de olhar pro meu dedo. Não deu nem um mês, e o negócio começou a meio que desbotar. Voltei lá na lojinha que fica na Al. Tietê, choramingando que meu amor, meu buzuzu, tava esbranquiçado e tals e fui suuuper bem atendida, levaram pra dar outro banho e tudo mais.

Voltou, fiquei super feliz de nov… ah, meu santo, num tô crendo. A desgraça voltou a desbotar.

Desci deee nooovo lá pra Al. Tietê, papo vai, papo vem, a nova leva agora era folheada, então era pra ser melhor, durar mais, não acontecer mais isso. Saí de lá com um anel novo, folhead… e desbotou. DE NOVO.

E aí eu desencanei de voltar lá. Assim, não que o atendimento da loja não tenha sido excelente, porque foi sim. Foram suuper atenciosos comigo, uns amores, e tenho outras coisas de lá que estão aqui, todas lindas e douradas e impecáveis até hoje, mas infelizmente o lugar onde elas deviam estar dando banho nesse anel não devia ser tão bom quanto eu queria que fosse.

Mesmo assim, levei em outro lugar pra dar pra banhar e fui toda corleone pra cima da mulher, dando ultimato e tudo:

- Moça, é o seguinte, eu não aguento mais esse anel desbotando. E esse teu banho não é, assim, muito barato. Vai ficar, né? Esse ouro vai pegar, NÉ?!

Minha performance gangsta deve ter funcionado, porque tem dois meses que ele voltou pro meu dedo, re-banhado, e tá tudo lindo e amarelinho. E olha que eu tô sempre analisando o negócio microscopicamente pra ver se acho algo de errado.

Enfim, Paula, cudos to you por esse anel lindo pelo qual eu sou apaixonada, pelas suas outras peças que eu sempre namoro por um tempo anormalmente muito maior do que deveria, mas vamos mudar de folheador/banhador?

Vou te amar pra sempre, beijos.

sorte

Minhas coisinhas de sorte.

Não sou super religiosa e nem a doida do sal grosso, mas eu sou cheia de achar que tal coisa dá sorte, sabe? Eu adoro me enganar com algumas bobagens, tipo, “a calcinha que eu tava usando no dia da entrevista me deu sorte” e esse tipo de coisa (é a segunda vez que falo de calcinha minha no mesmo post, not very lady-like), mas sei lá..

Esses pingentes são beeem pequenininhos e andam sempre numa pulseira dourada bem fina e delicada no meu pulso. Adoro os dois, especialmente a figa.

E a medalinha é uma lá exorcizada de São Bento – coisas de avós interioranas católicas fervorosas com medo que você seja estuprada em becos escuros-, que eu me acostumei a levar sempre comigo, nessa corrente mais comprida (também lá da Paula!) ou presa num alfinete dentro da bolsa.

Até a oração com o tal do exorcismo eu levo junto na carteira, porque… com esse azar diliça que forma uma aura cor de cocô em volta minha pessoa, eu realmente não posso ser recriminada por curtir uns amuletim, né?

pulseiras

…Pulseiras básicas, mas com um tchan a mais.

Pulseira comigo é aquela coisa: tenho várias, não uso quase nenhuma. E por quêê? Porque nunca consigo me decidir em qual usar, me irrito, desisto e não uso nenhuma! Ma ôee!

Daí, nesse sábado, tava lá no interior batendo uma perna e me deparei com essas duas aí de cima em uma loja. Amei a azul clarinha com todo esse meu coração de estudante, mas ficou toda a mulherada (mãe + tias + prima + vendedoras) falando que “mas óóólha essa azul marinho, que coisa linda de meldels, que maravilha, você vai usar horrores, pra sempre, no dia do seu casamento” e patati-patatá.

E realmente eu achei uma coisa linda de meldels mesmo, ainda mais depois de ver no meu pulso.

Azul marinho = usarei todo dia.

Azul claro = continua sendo maravilhosa.

Conclusão óbvia = vou levar as duas.

E aí que cada uma custava sessenta reais. E aí que duas horas depois eu me toquei que tinha gastado cento e vinte reais em pulseira.

Assim, não que eu me arrependa, até porque eu tô 100% paixão e loucura com elas aqui em casa, mas que medinho, hein? Foi caro, cara.

Mas foi um momento, assim, de glória. Lembrar que eu tinha recebido salário (ainda não acostumei!) e que – SIM, MEU DEUS! -, eu milagrosamente tenho dinheiro na conta, e dizer aquelas duas palavras de puro poder com muito orgulho e propriedade:

- À vista.

O que, na minha cabeça, soou mais como:

Bom, recebo amanhã também, então a luz no fim do túnel tá literalmente bem na minha cara. Estou salva, de qualquer forma.

Mas enfim, depois de toda essa dramatização pra vocês sentirem meu momento de poder-dúvida-felicidade, preciso explicar que essas pulseiras (que na verdade são meio que uns cordões multi-uso, que também fazem de colar, headband, etc) são realmente muito classudas, com correntinhas douradas entrelaçadas em courinho.

E eu quero usar elas pro resto da vida. Quero que sejam minha marca registrada. Me chamem de Miranda Priesly que essas vão ser minhas echarpes Hermés. E tenho dito!

aneis

…Anelzinho do amor.

Por último, e meu personal favorite, vem o mais especial.

Sabem em desenhos ou em filmes em que sempre tem um colar, um relicário, um anel ou qualquer coisa super especial, com poderes mágicos, que te ressuscita, te traz força, poder, te muda o sexo, sei lá, que sempre tem todo um significado e importância?

Tenho um fetiche com essa coisa de anel de Mordor, caixinha de música da Anastácia, estrela da Sailor Moon que vocês nem imaginam. E sempre quis ter o meu mesmo, especial, como se fosse coisa de personagem de filme. Único, e que dissesse muito sobre mim.

Então, nessas férias, minha mãe teve uma idéia legal e mandei fazer um anelzinho bem especial pra mim.

Ele é feito com a aliança dos meus pais: o anel, em si, é a aliança da minha mãe, e a inscrição com o nome do meu pai, foi mantida. A moldura do coração de ágata negra foi feita com metade da aliança dele.

anel

Meu pai morreu quando eu tinha três anos, e essa é a coisa mais bonita que eu tenho pra lembrar do amor dele e da minha mãe.

:)
É legal poder tirar a qualquer hora e ler o nome dele ali, e saber que ele foi gravado pra uma ocasião muito especial.

Ninguém nunca vai ter uma coisa igual, e o significado que tem pra mim, não tem preço.

Eu amo esse anel, e ele é a coisa mais linda que eu já tive.

Aah, vai, não precisam chorar!
:D
hahaha

74 Comments on Coisinhas que eu nunca tiro!

  1. avatar
    Camila
    October 5, 2010 at 6:11 pm (8 years ago)

    Caraaaa, sempre leio seu blog e adooorooo de coração. Não só pelas dicas lindas que eu me sinto importante só de ler – pq no way, não vou gastar essa grana toda em maquiagem.

    Maaasssss resolvi escrever hoje e só hj, pq tbm sou escorpiana e meu pai tbm morreu quando eu tinha 3 anos, então, acho que isso é um sinal, uma luz e que devemos ser amigas pra sempre.

    ahuahauhauhaua
    ;D

    Beijosss

    Reply
  2. avatar
    Dody Prette
    October 5, 2010 at 8:11 pm (8 years ago)

    Oi Feh, tdb? Faz tempo q ñ deixo coment aqui, gostei muito deste post, como é bom ter coisinhas para chamar de “meu” neh. Mesmo q sejam apenas objetos, mas q fazem parte do nosso dia a dia, q participaram de alguma ocasião especial, situações engraçadas, em suma…eu adoro coisas q marcam personalidade, q guarde um histórico íntimo, q te faz lembrar de algo bom, sublime e eterno tal como o seu family heart ring…

    Lindo e especial, é isso aí…!!!

    Bjux, Dody

    Reply
  3. avatar
    Raquel Braga Oliveira
    October 5, 2010 at 8:25 pm (8 years ago)

    Nha! Não adianta falar, eu chorei mesmo! Mas eu posso… rs Eu tenho um anel quadrado, liso, igual a um que a Xuxa tinha, de ouro, que meu pai me deu uma vez, sem data – nas palavras dele, porque me ama. E muito antes de meu pai morrer oito anos atrás, eu já tinha ficado com o anel no dedo para sempre – mesmo vários caras tendo me perguntado se eu já estava noiva tão cedo… rs
    E eu vi uma menina que era i-dên-ti-ca a você, mas ela não era RICA!!, ela estava na lotação Shopping Aricanduva/Vila Prudente, então não era você… mas era muuuito parecida!
    E viva o emprego novo, com salário! (Tá bom que eu só vou poder gritar que sou RICA!!! no mês que vem, mas que é legal, é! rs) E pra você estar RICA!!!, só pode ser RH, né?

    Beijos e se for você na lotação, me dá um autógrafo? rs)

    Reply
  4. avatar
    MClara
    October 5, 2010 at 9:42 pm (8 years ago)

    Precisar não precisa, neh, Feh… mas se chorar vc liga?
    qnd eu penso que vou ler um post cheio de comentários engraçadíssimos e divertidos (calcinha da sorte, medalinha exorcizadora, aura de cocô, estrela da sailor moon…), vem vc e super me surpreende!

    Conhece quebra de expectativa? Conhece explosão de emoções, arrepio instantâneo e lágrima sincera? Aconteceu td ao mesmo tempo!

    Adoro seus textos
    mts bjinhus

    Reply
  5. avatar
    Lorrana Abud
    October 6, 2010 at 5:25 am (8 years ago)

    Também tenho problemas com escolhas.
    Linda a história do anel.

    Bjs

    Reply
  6. avatar
    Daiane Gasperin
    October 6, 2010 at 5:51 am (8 years ago)

    Eu, só pra garantir, tenho uma medalha de São Bento no pescoço e uma no pulso…

    Reply
  7. avatar
    Rubia
    October 6, 2010 at 9:24 am (8 years ago)

    Ei, Fefeh!!
    Linda a história do anel e ele tb!!

    Sem querer te deixar chateada, eu vi ensinando fazer dessas pulseiras (um pouquinho diferente), acho que lá no chat feminino… não sei…
    Achei um pouquinho complicado mas acho que da pra fazer!
    bjss

    Reply
  8. avatar
    Gabi
    October 6, 2010 at 1:41 pm (8 years ago)

    Adoro seu blog, parabéns Fefeh!
    E como fica o resultado do último sorteio com as coisinhas da Avãão?!
    Beijos ;*

    Reply
  9. avatar
    Alê
    October 6, 2010 at 9:19 pm (8 years ago)

    Primeira vez por aqui e vc já me fez chorar!!!!!! Eu entendo o anel ser seu preferido!! Perdi meu pai há 3 meses e o cordão dele com os pendentes que ele mandou fazer com o primeiro dente que caiu de mim e do meu irmão são meu maior tesouro!!
    Bjss ; )

    Reply
  10. avatar
    Maíra dos Anjos
    October 6, 2010 at 9:47 pm (8 years ago)

    ESSSSEEEE POST É DIVINO!
    hahahahahah

    adooooro pessoas que usam aquela mesma coisa sempre… tipo a julia petit com o colar de morceguinho.. acho taaao rico!
    hahhaahhah

    falando em rico… EU AMO ESSE VÍDEO! VEJO O TEMPO TODO! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    você tem que ver o http://www.youtube.com/watch?v=m3Mw0g4rrBU&feature=player_embedded

    POOOBREZAAA PEGA! AHAHAHAH ADOOOOORO!!

    http://www.botaoteca.xpg.com.br/
    entra nesse siteeee e vai clicando nos botoes.. voce vaaai rir pra sempre. kkkkkkkkkkk

    http://www.botaoteca.xpg.com.br/

    Reply
  11. avatar
    Maíra dos Anjos
    October 6, 2010 at 9:48 pm (8 years ago)

    ps: meu pai também morreu quando tinha três anos… e peraaaiii… aquiii é a reuniao das meninas de maes viúvas??? hahahaha

    e quero ser como a camila, sua amiga pra sempre!!

    Reply
  12. avatar
    Mika
    October 7, 2010 at 2:18 pm (8 years ago)

    Aii, menina
    Você é uma figura e tanto, hein.
    Estou amando seu blog pro causa das suas histórias engraçadas e super fofa! Vc é demais!
    Amei as pulseiras e anéis são lindooos.
    Acredita que ja comprei meu anel favorito (ouro e esmeralda) eheheh
    foi caro, mas vale a pena. E já quero comprar outro, mas dessa vez em prata…vixi..é caro tbm, menina…mas vou escolher bem legal! amo as jóias que dura pro resto da vida. ahahahaha
    beijooos♥

    Reply
  13. avatar
    Mariana Mattos
    October 7, 2010 at 4:03 pm (8 years ago)

    Gaaaata (olha a intimidade), sempre leio o seu blog não nunca comento…
    agora que vi esse seu posto com as pulseirinhas de couro resolvi comentar…eu faço dessas pulseiras,não sei se são iguaiziiiinhas a essas suas pq pelas fotos não deu pra ver certinho o acabamento e tudo mais..
    Mas eu faço e você pode escolher a cor do cordão,se quer a corrente com elos simples,ou mais elaborados,dourada ou prateada,com o cordão mais fino ou mais grosso..e por aí vai!
    E elas custam só R$ 24,00!!
    Bom, se te interessa ou se você só quiser ver as fotos das que eu faço, me manda um e-mail : nana_mattos@hotmail.com

    beeeeijos

    Reply
  14. avatar
    Pink Rose
    October 8, 2010 at 5:54 am (8 years ago)

    Agora eh tarde… jah to chorando… :/ Pena minha mamys não usar aliança qdo era viva. Senão podia ter feito um anelzinho lindo assim tb! Ela faleceu faz 3 anos… :/ Mas bom, talvez eu chorasse toda vez q olhasse p ele, então… melhor assim msm… rs.

    Bjo, Fefeh!

    Reply
  15. avatar
    aninha
    October 8, 2010 at 1:31 pm (8 years ago)

    poxa fefa eu ja tava rolando de rir com o video “eu sou ricaaaaaaaaaaaaaaa” e ai vc conta uma historia linda de omo esse anel fofo foi feito, ai virei bipolar e quase chorei!

    lindo fefa! adorei! beijoca

    Reply
  16. avatar
    Carolina Marques
    October 8, 2010 at 6:05 pm (8 years ago)

    Lindo post, tbm tenho alguns acessórios que não tiro de jeito nenhum!

    Beijo.

    Reply
  17. avatar
    Lis
    October 9, 2010 at 9:30 am (8 years ago)

    Eu não costumo comentar em poucas linhas, mas esse post de hoje foi simplesmente perfeitoooo!
    Beijo

    Reply
  18. avatar
    Daniele Fritzen
    October 10, 2010 at 9:32 am (8 years ago)

    Há uns anos atrás eu vi um colar com nome no pescocinho da Carrie Bradshaw e enlouqueci…. Queria muito um igual…

    Ai minha mãe revirou a caixinha de jóias e pegou umas que ela não usava mais e um anel do meu pai que ele já tinha aposentado (hahaha) e fez uma pra mim. O meu nome veio do anel do meu pai e a corrente de uma pulseira da minha mãe.

    Um ano depois eles morreram em um acidente. Apesar de não ter sido intencional, a corrente virou uma lembrança muito boa =). As vezes me pego segurando ela perto do meu peito e rindo sozinha….

    Beijooo

    Reply
  19. avatar
    Rafaela Videira
    October 12, 2010 at 1:15 pm (8 years ago)

    Ah, que lindo o anel de coração e toda a história dele!

    Reply
  20. avatar
    Drii
    October 23, 2010 at 2:37 pm (8 years ago)

    Acho que essa coisa da sorte é uma coisa de escorpiniana, eu também sempre pensei esse negocio de que tal objeto me deu sorte em tal dia, dai uso sempre, e quando acontece alguma coisa com o bendito amuletinho só falta colocar em uma caixinha e enterrar no quintal.

    Eu adoro o seu blog, seus posts são engraçados *-*
    Beijinhos!

    Reply
  21. avatar
    ALINE NAJAL PORTELA
    May 1, 2011 at 11:20 am (8 years ago)

    Olho seu blog todos os dias, mesmo sem comentar, faço parte de um pouquinho desse cotidiano, e fico brava quando demora pra postar alguma coisa, tipo eu queria super ter um blog e postar varias coisas com quais me identifico, mas nao tenho tempo nem de respirar com minha vida maluca, entao o que faço e olhar os blogs na hora do meu trabalho pra dar uma refrescada na memória, atualizada nas modernidades e curtir um pouqinho os textos pelos quais tanto me identifico.
    To postando hj, pq realmente chorei com seu textinho do anel do seu pai, to meio sensível, blz assumo, mas sei la, achei tão bonito, e conforme o tempo vai pasando a gente percebe realmente o que tem valor pra gente, e que se é de marca, ouro, caro, ou não, o que importa é o que a gente sente quando tem aquela coisa com apego sentimental.
    Gostei muito, me identifiquei muito.
    Estou todos os dias por aqui mesmo que nunca tenha aparecido.
    beijos e Prazer Aline, 25 anos, moradora de São Paulo.
    è isso;)

    Reply

3Pingbacks & Trackbacks on Coisinhas que eu nunca tiro!

  1. avatar
    Pimenta Rosa » Comprinha na Jóias Brasil
    April 29, 2011 at 10:28 pm (8 years ago)

    [...] alguns anéis (o da Paula Velloso e o que mandei fazer com a aliança dos meus pais que mostrei aqui, além da pulseira com meus pingentinhos de quando eu era pequena) e também meu relógio amado da [...]

    Reply

Leave a reply