Pimenta Rosa

spicy and girlie

10 de June de 2014

Minhas headbands

headband1

Já tem um tempo que eu re-descobri a TV Beauté da Vic e tenho assistido religiosamente os vídeos que ela posta, tanto os novos quanto os bem antigos.

Veja bem, não sou das mais pacientes pra ficar vendo vídeos no youtube, mas quando pego empatia com a pessoa, assisto até a criatura ler bula de remédio.

E aí, vídeos e vídeos depois, confesso que estou praticamente imersa no universo de inspirações vintages e maquiagens luminosas e radiantes (bom, disso aí eu já gostava e muito, como vocês podem ver pelas muitas resenhas de iluminadores que já apareceram nesse blog, rs). E em um deles, ela mostra um penteado bem fofo e super simples que as francesas amam (inclusive esse é o nome do vídeo, hahaha) que você faz usando uma headband (ou faixinha de cabelo), e fiquei com muita vontade de copiar!

O problema é que sou uma pessoa que não se dá bem com tiaras, apesar de achar lindo quem usa. A questão é que não gosto muito de prender o cabelo, ainda mais porque me dá dor de cabeça facilmente, e tiaras sempre foram minhas inimigas, especialmente por suas hastes apertarem as pernas dos meus óculos.

A sorte é que as headbands, por não terem a mesma estrutura rígida das tiarinhas, são muito mais misericordiosas com as cabeças alheias; não apertam tanto ou, dependendo da sua sorte em achar uma com regulagem ou o tamanho exato da sua cabeça, não apertam nada!

Aqui está a minha humilde, mas modéstia à parte, bem bonitinha, coleção:

headband3

Agora, vem a parte meio chata: headbands são um capeta de achar! Não sei se é porque cada lugar varia a denominação (tem lugar que chama de faixa de cabelo, outros de tiaras mesmo), mas a questão é que é preciso determinação, haha.

O primeiro lugar onde fui procurar foi na Accessorize, já que vi fotos de várias bonitas na net de lá, mas a seleção que achei nas lojas que fui era de umas três, haha. Eu achei esse modelo bem discreto e acho que bastante usável, porque como meu cabelo é super preto, ela meio que some nele. Isso é legal pra quando eu for usar de dia, mas pra sair à noite ou um dia mais arrumadinho, achei que ficava discreta demais…

E aí, dei muita sorte num dia em que fui ao Mercadinho Chic. Pra quem não conhece, é tipo uma feirinha que sempre tem aqui em SP, aberta de domingo ¡a domingo até umas 20h, se não me engano, na esquina da Haddock Lobo com a Oscar Freire. O legal é que os expositores são rotativos, então tem sempre gente nova pra você conhecer. Mas também é bacana que os expositores geralmente voltam, então se você for um dia, ver algo que gostou e não comprar, é possível que volte a encontrar o vendedor lá de novo em algum momento. O que aconselho é sempre pegar o cartão das barraquinhas que te interessarem, porque várias têm lojas virtuais, ou instagrans, e assim você não esquece onde quer voltar. Também é legal conferir hashtags no instagram (acho que são #mercadinhochic e #mercadinhochicsp), daí você vê fotos que clientes postam, mas na maioria das vezes são os próprios expositores mesmo. O que acho válido, pois adoro ver fotos das peças “de verdade”!

Encontrei modelos bem bacanas na Virginia Moretti e na By Zetto, stands que ficam um de frente ao outro, bem na entrada da Oscar Freire. Achei que as duas marcas tinham coisas bem lindas. Nessa hora, vale fuçar um pouco em cada um e ver o que tem mais a sua cara.

:)
Ah, e as duas aceitam cartões (acho que a maioria dos vendedores lá aceitam).

headband4
Agora, elas de pertinho!

Tentei escolher bem pra não ficar comprando um monte. Não que eu não tivesse vontade, rs.

Essas duas da By Zetto são bem opostas: a dourada e preta achei que tem a pegada daquele colar da House Of Harlow que foi um super sucesso há uns anos atrás, lembram?  Inclusive, acho ele muito belo, pena que os falsos que comprei no eBay ficam com as peças virando pra cima…

:(

O colorido é de madrepérolas e, apesar de as pedras serem pequenas, esse colorido delicado faz com que elas não sumam no pretume de asas de graúna que eu tenho aqui na cabeça.rs

O único porém das duas é que elas são meio justinhas, sabe? Não chegam a me machucar, mas pra evitar que as faixas fiquem subindo na minha cabeça e saindo, coloco uns grampinhos do lado. Porém, acho bom avisar.

headband5

Um close na da Accessorize...

O elástico dela é o mais largo de todas, mas isso não chega a ser incômodo ou problemático de forma alguma na hora de usar.

:)

headband6

E aqui, minha queridinha da Virginia Moretti! Ela é a mais “cheguei” de todas, mas não vejo problema em sair com ela durante o dia também, viu, tudo depende do seu estilo e ambiente em que vai usar. No quesito elástico, essa é a melhor de todas, já que tem um no estilo “alça de sutiã”, sabe? Com aquele trequinho que deixa a gente aumentar e diminuir de tamanho? Super prática!

Quantos aos preços, não me lembro quanto paguei exatamente em cada uma, mas se não me engano, a faixa foi de 25 a 97 reais.

E aqui vão duas fotos minhas usando o penteado que a Vic ensinou, razão pela qual eu fui atrás dessas benditas aí de cima. 

headband7

O batom, caso interesse a alguém, é o Lip-Attitude Glamour na cor ‘Lilac Lyric’, da Sephora.

headband8

Bonitinho, né?

E não tem segredo nenhum: é só colocar a headband na cabeça e ir enrolando o cabelo pra dentro dela!

O link do vídeo da Vic está lá em cima, mas digitando “penteado de francesa” no youtube, você acha várias outras meninas ensinando. No caso do cabelo dela, que é mais curto, não precisa de grampos, mas cabelos mais longos e/ou pesados provavelmente podem precisar. Eu uso uns dois no meio na parte de trás só pra coisa ficar decente.

Ainda estou aprendendo novos penteados, mas pra quem se interessar, nesse link tem uma busca do Pinterest que pode ajudar!

 

PS: Ah, pessoal, muito obrigada pelo retorno sobre o “leia mais”! Já tirei do último post, como podem ver, e fico contente em ver que a minha verborragia é bem-vinda, haha. 

20 de May de 2014

Produtinhos para unhas e cutículas

Há uns anos, eu era muito dedicada à questão de hidratar-não tirar as cutículas.

Mas aí, sei lá, haha. Vai dando aquela preguiça, e quando vê, já se foram dias, semanas, meses.. e, enfim, cutícula grande e meio ressecada não tem como deixar na unha, né? Até piora se você tiver nessa situação e inventar de passar um esmalte.rs

Mas nada como o frio e a baixa umidade (especialmente em SJ – como lá fica seco!!) pra me fazerem voltar à hidratação regrada num minutinho!

produtos1a

 Além da amada e eterna cerinha da Granado (gente, ela não demora muito pra acabar? Mesmo quando eu era super usuária assídua, ela durava horrores!), resolvi ir atrás de algum produto similar, só que numa embalagem/fórmula diferente.

A questão é que, por mais que eu adore a cerinha, não é algo muito prático ou higiênico pra usar na rua, né? Mesmo que role um álcool em gel antes, acho que é melhor mesmo usar em casa. Fora que ela demora um pouco pra secar, então se você for passar naquele intervalinho no trabalho, corre o risco de melecar o computador e todo o resto.

Procurando, achei dois!

produtos3

Primeiro, achei o Creme para Unhas e Cutículas de Karité da L’Occitane, e confesso que fiquei muito tentada, pois gosto das coisas de Karité deles. Mas são R$85 por 15ml, então, decidi continuar procurando.rs

Acabei achando o Baume Du Jardinier Pour Les Mains, da Le Couvent des Minimes. O nome é bem fofo (tipo “o creminho do jardineiro”), e a marca é do grupo L’Occitane. Já tinha lido sobre ela há muito tempo, mas nunca tinha dado a sorte de encontrá-la em nenhuma unidade Pão de Açúcar que eu tenha ido (são os pontos de venda física exclusivos por enquanto, se não me engano).

Mas eles têm loja virtual, e o frete foi grátis – além de ter vindo com uma amostrinha de uma fragrância bem boa.

O preço é bem melhor: R$39,00, e vem a mesma quantidade.

Adorei a embalagem, a arte do rótulo, tudo cheio de detalhes, com desenhos de apetrechos de jardinagem; muito fofo!

Sobre o produto, a descrição no site é a seguinte:

CREME PARA UNHAS E CUTÍCULAS BEM CUIDADAS

RECEITA DE CUIDADOS PARA AS MÃOS

Recomendado para mãos secas e danificadas e para quem deseja um cuidado especial para as mãos, deixando-as mais macias e hidratadas.

A receita original contém uma combinação de 30% de manteiga de karité e óleos de damasco e mirra. Este Creme para Unhas e Cutículas:

  • Suaviaza e deixa as cutículas mais macias
  • Aumenta a micro circulação cutânea ao redor da unha
  • Fortalece e melhora as unhas quebradiças

A partir do momento da aplicação, a área da cutícula torna-se mais suave. Após o uso regular deste produto, as cutículas tornam-se bem cuidadas e as unhas ficam mais saudáveis​​, fortes e bonitas.

Ou seja, também leva a manteiga de Karité. 

O cheiro é bem gostoso, meio tipo de verbena, fresquinho, e a aplicação não tem segredo: você coloca um pontinho do creme em cima de cada cutícula, espalha e deixa absorver, o que acontece rapidinho. Pronto! Não tem que ficar enfiando o dedo em potinho ou fazendo o Edward Mãos-Cheias-de-Creme-dedos-pra-cima-não-posso-encostar-em-nada, nada disso.

produtos2
O segundo produto é da própria Granado. Fazia tanto tempo que eu não ia na loja que nem sabia que eles tinham feito a cerinha em versão creme!

Adorei quando descobri e fui lá comprar, mas achei a embalagem meio grandalhona pra ficar levando na bolsa (100g). Acabei saindo da loja com o Kit Unhas Perfeitas que, além de vir com uma versão mini do creme (20g) que eu achei perfeita pra levar na bolsa, ainda vem nessa caixa linda (achei ela ótima pra dar de presente), uma mini lixa com a mesma arte da caixa, uma base/top coat e mais dois esmaltes: um vermelho bem belo, o Rita, e outro branquinho, o Barbra. Já tinha ficado encantada por ele quando vi o post da Dani e achei que valia à pena.

Achei esse kit demais, e se não me engano é o produto mais vendido na loja virtual atualmente! Só fica a dica aí pra Granado também fazer essa versão de 20g do creme pra cutículas pra vender avulsa.

Sobre a potência dos cremes em comparação à cera, apesar dos dois serem muito hidratantes e cumprirem seu papel super bem, acho que se você tá num momento muita secura, a cerinha ainda te salva mais rápido, haha. 

Ou aproveita e passa um creme mega hidratante antes de fazer o ritual das cutículas, tipo as manteigas deles. Amoooo a de Castanha do Brasil e estou usando uma versão mini também que vem com um mini esfoliante, mas não achei no site pra linkar.

Ah, e só pra acabar o post já enorme – incrível como sou prolixa, gente -, um outro produto que tem a ver com unhas, o removedor da YNC.

Estou vendo várias blogueiras fazendo publis dos esmaltes da Yenzah e, o que posso dizer?rs Acabei sucumbindo à propaganda.

produtos4

Nunca usei nenhum esmalte da marca, então não tenho ideia se são bons ou não, mas muito me interessou esse removedor estilo “coloco o dedinho e ele sai limpo”. Adoro o meu da Sephora, mas vivo buscando alternativas (de preferência, mais baratas).

Achei ele bem potente pra tirar um esmalte escuro: foi só deixar os dedos paradinhos lá dentro que saiu tudo limpo, sem nem cantinhos sujos pra contarem história. Ele tem um cheiro meio adocicado que não me incomodou, mas deixou meu noivo louco e falando pra sair de perto com aquilo.rs 

Engraçado que achei o perfume realmente gostosinho! Mas homem é fresco com acetona e removedores, né?

O único porém é que achei que ele ressecou um pouco, sim. Não muito, e preciso levar em conta que o tempo aqui anda realmente mais seco, mas já que estamos sendo honestas…

Comprei o meu na Netfarma; se alguém se interessar, tá aqui o link.

Ah! Gente, como meus posts costumam ser gigantes, cheios de fotos e muito, MUITO texto, resolvi tentar aquele negócio de clique mais para ler, tá? Pessoalmente, não sou fã disso, exceto nos casos em que o post não abre em uma nova aba ou janela (tipo no blog da Lia, mas eu não sei fazer daquele jeito! haha Alguém me ajuda?), mas às vezes acho que pode irritar quem lê ter que passar tanta coisa pra chegar a um novo post, então quis fazer o teste, ok? 

Me digam o que acham disso e também me contem caso saibam de algum outro creminho pras cutículas, é o tipo de coisa que eu adoro!